A curva na evolução das espécies

Se houvesse, no Brasil, um prêmio literário para melhor personagem, sem dúvida a protagonista de Breve passeio pela história do homem seria uma das fortes concorrentes deste ano.

O novo romance da escritora paulista Ivana Arruda Leite é conduzido por Lena, uma mulher de 75 anos, viúva de um homem que a trocou por “uma menina de 16 anos”, depois de 10 anos de casado; mãe de um escritor super famoso; sócia de um restaurante de sucesso, do qual se afastou das funções na cozinha, após a batalha contra um câncer curado; e agora adepta, em tempo integral, ao seu passatempo predileto de fazer cursos sobre assuntos diversos.

Em sua dimensão psicológica, no entanto, Lena é muito mais complexa. Eternamente amargurada pela traição do marido (refere-se à amante como “a vaca”), inconformada com as decisões de vida e amorosas do filho único (é o modelo dramático da mãe de filho único), totalmente despreocupada com o politicamente correto (não tem mais idade para isso), engraçada ao mesmo tempo que mordaz, de coração mole em meio a uma carapaça dura de puro rancor. E lutadora, acima de tudo.

É uma personagem que causa intensa simpatia, apesar dos contrastes (ou justamente por eles), que sensibiliza o leitor em virtude de sua dicção de uma verdade carismática. Ivana consegue colocar vida em todos os aspectos ficcionais que movem a sua narradora, com a intimidade de quem escreve movida por inventividade e confissão.

A partir da potência desse mundo controlado por conflitos domésticos e dilemas emocionais, a autora dá forma ao (no mínimo, ambicioso) propósito do livro: criar um paralelo entre a história prosaica de sua protagonista e a evolução da espécie humana. Este último é tema do curso que Lena acaba de ingressar, cujas aulas serão ministradas (também para o leitor) pela professora Raquel. Todo uma parcela do livro é dedicada à explanação desse conteúdo.

Soma-se ainda, ao cotidiano da septuagenária e à história do homem, microcontos que revelam o lado cômico ou satirizam a evolução da espécie humana. O romance, assim, divide-se em três segmentos que se espelham em maior ou em menor grau. O didatismo necessário da exposição oral do curso influencia o enredo das ficções curtas que, por sua vez, encontra uma chave de comparação na vida presente ou passada da personagem.

Quando trata, por exemplo, dos ergaster, a primeira espécie a praticar a monogamia, Lena resgata a circunstância do adultério que transformou a sua vida e, por conseguinte, o microconto também se acerca do assunto. O mesmo ocorre com a passagem em que a professora expõe a importância do carnivorismo para a evolução do homem e, logo depois, a protagonista fala de seu restaurante e da elaboração do cardápio (com destaque para uma alfinetada deliciosa na maneira Bela Gil de se pensar comida).

Ivana articula, a todo momento, a comunicação entre os segmentos, embora funcionem de maneira individual. Neste caso, há uma perda notável de engajamento na leitura, mas que não satura em instante algum, pois mesmo o relato professoral é conduzido de modo estimulante, mais uma crônica que um texto enciclopédico.

Voltando a milhões de anos, a história em curso prova que a capacidade de raciocinar não aboliu, da essência humana, atitudes e ações que governavam nossos ancestrais primatas. Perto do fim, dois acontecimentos inesperados deixam à flor da pele os sentimentos da protagonista, fazendo com que resgate, do impulso interior, a reação mais pura que uma mulher pode transparecer: o instinto materno. Afinal, deixamos de ser animais?

Breve passeio pela história do homem transfere essa dúvida existencial para um recorte dominado por uma personagem que, entre baques e vitórias, mostra que evoluímos o suficiente para tomarmos decisões que contradizem a razão. Como gosta de repetir, é tudo ficção, tudo ficção. E quem, em sã consciência, é capaz de questionar?

 

 

***

 

 

Livro: Breve passeio pela história do homem

Editora: Reformatório

Avaliação: Muito Bom

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s