No fundo da loucura, há poesia

O romance Vaga queda, do paulista Caio Russo, evoca um solo chopiniano em seu subtítulo (Peça para piano de afogados op. 27.), que aparentemente soa desafinado, visto que não há qualquer ocasião ou presença musical em seu enredo.

A leitura das primeiras páginas, porém, justifica a escolha, apontando que a chave sonora não está na história, e sim na amarração da estrutura.

Russo tem um cuidado muito especial para com o compasso da trama, a maneira melodiosa de movimentar as frases tal a dinâmica de uma orquestra. Isso se configura na troca do formato romanesco tradicional por um texto com características poéticas, uma montagem que emula versos autocontidos num fluxo denso de consciência.

Neste caso, se formos pensar em sintonia, não tem obra que o romance mais se harmonize que Orlando, de Virginia Woolf.

Tal qual no clássico da escritora inglesa, o autor paulista subverte as convenções de gênero, o sexual e o literário. A trama é levada pelo monólogo interior de uma personagem que não se decifra homem ou mulher: Laura José ou José Laura?, alternando lembranças, delírios e projeções oníricas que tratarão do tempo da infância, da relação conturbada com os pais, da perda da virgindade, da ronda da morte e do funcionamento da loucura.

Russo vai fundo nesse mergulho pela psicologia humana, acertando no que há de desajustado na maneira de seu/sua narrador(a) enxergar o mundo e, acima de tudo, nas imagens construídas por meio de epifanias pessoais cujas tintas contêm um lirismo abrasador.

Desse modo, o que se tem é um escritor que se preocupa com a estética, sem que isso desestabilize a narrativa, alcançando um estilo único que não deixa brechas para o leitor escapar desse “labirinto sem paredes” que, quando mais se adentra, percebe-se que se trata de uma “arquitetura de concreto armado”.

***

Livro: Vaga queda

Editora: Benfazeja

Avaliação: Bom

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s